Palmeiras tem obstáculos por 'Operação Guerra', descarta renovação e aceita até pagar parte dos salários por negociação

Gusta1988 07/05/2020 Relatar Quero comentar

Tido como um dos principais objetivos do Palmeiras para a temporada 2020, a redução do número de atletas do elenco ainda conta com pendências. Um dos nomes que não fazem mais parte dos planos do clube e que ainda busca um novo destino é o meia Alejandro Guerra. O FOXSports.com.br apurou com fontes ligadas ao clube paulista e com o estafe do venezuelano que uma força tarefa foi realizada pelas partes para tentar encontrar um novo clube ao meia, mas uma série de fatores impediram um acerto. 

O FOXSports.com.br apurou que o Palmeiras fez um mapeamento de clubes espalhados por países como Colômbia, Equador, México, por países da Europa e até mesmo com clubes da MLS. Porém, todos eles questionaram o número de partidas realizadas por Guerra na temporada 2019. Sem espaço no Palmeiras de Luiz Felipe Scolari e cedido ao Bahia ainda na metade do ano, o meia acumulou apenas 18 partidas e somente um gol marcado. 

Alejandro Guerra tem contrato com o Palmeiras até dezembro de 2020, e o clube tentará uma 'última cartada' no próximo mercado de transferências. O FOXSports.com.br apurou que o time paulista aceita até mesmo pagar parte do salário do meia para finalizar uma operação de empréstimo, uma vez que uma venda definitiva está praticamente descartada. Guerra fará 35 anos em 2020, e o Palmeiras considera muito difícil realizar uma operação de venda do venezuelano. 

O FOXSports.com.br apurou com fontes ligadas ao Palmeiras que o clube teve duas reuuniões com o meia na última quarta-feira (6 de maio) e ficou definido que o atleta fará as mesmas atividades que o restante do elenco, mas sem a presença de Guerra no elenco principal, uma vez que o venezuelano não faz mais parte dos planos do técnico Vanderlei Luxemburgo. Na última quarta-feira, o FOXSports.com.br trouxe detalhes importantes da possível saída de Guerra do clube.

Comentário do usuário