7 Curiosidades que você sempre teve sobre cães e gatos

Filomena 14/08/2020 Relatar Quero comentar

O mundo animal é admirável, disso, ninguém duvida. Incrivelmente cada bichinho tem sua personalidade, independente de serem da mesma espécie ou não. Mas existem algumas coisas que a gente sempre teve curiosidade de entender como acontece, por exemplo: gatos amarelos, são sempre machos? Os cachorros não enxergam cores?

Bom, a gente vai falar dessas e de muitas outras curiosidades!

Quem tem um companheiro de patas em casa, tem dúvidas e curiosidades! Bom, hoje a gente vai acabar com um monte delas, começando entendendo o sono dos gatos.

1- Por que os gatos dormem tanto?

Segundo o Blog Petz, estudos mostram que  felinos dormem de 15 a 20 horas diariamente! Isto é, em geral, gatos passam aproximadamente, dois terços do dia de olhos fechados!

Então sim, seu gato dorme bastante, mas isso é perfeitamente normal, independente de ser um felino de raça ou não.

O porquê de isso acontecer, ainda é uma incognita entre os especialistas. No entanto, acredita-se que apesar de passarem muitas horas de olhos fechados, na verdade, os gatos estão bem atentos, e podem reagir a qualquer sinal de perigo.  Como passam menos tempo em sono profundo, precisam de sonecas maiores para se recuperar.

Mas se o seu gatinho anda trocando a noite pelo dia, não se desespere. 

2- Cães e gatos têm tipo sanguíneo?

Sim! E além de ter tipo sanguíneo, podem ser doadores de sangue como os humanos

Mas vamos lá!  Os gatos podem pertencer a três grupos ou tipos sanguíneos, e os cães a seis grupos ou tipos sanguíneos.
No caso dos gatos, os grupos são divididos em tipo A, tipo B e tipo AB. O grupo A é o mais comum e os animais pertencentes a esse tipo correspondem a uma parcela entre 73 e 99,7% dos casos veterinários. O grupo B abrange a parcela de 0,3 a 26% e o grupo AB pode ocorrer em até 9,7% da população felina.

No caso dos cães, já foram catalogados mais de 20 grupos sanguíneosporém apenas 6 DEA (sigla em inglês para Dog Eritrocyte Antigen, ou “Antígeno Eritrocitário Canino”)  apresentam importância na medicina transfusional (DEA 1.1, 1.2, 3, 4, 5 e 7). Cães de uma mesma raça podem ter tipos sanguíneos diferentes, assim como cães de raças diferentes podem ter o mesmo tipo sanguíneo.

Clique na segunda página para continuar navegando
Comentário do usuário