Jorge Jesus não é unanimidade no Benfica, e é recebido com protestos de torcedores: “Sem orgulho, Judas voltou”

Bolívia 22/07/2020 Relatar Quero comentar

Jorge Jesus deixou o Flamengo na última semana rumo ao Benfica, de Portugal. Entretanto, o português não é unanimidade entre os torcedores do clube europeu. Apesar de ter sido recebido com bastante carinho e empolgação, parte da torcida protestou pelo retorno de Mister ao comando da equipe lisboeta. De acordo com o GloboEsporte.com, faixas foram colocadas nas imediações do estádio da Luz.

Uma das faixas lembrava o fato de Jesus ter deixado o Benfica para comandar o Sporting, clube rival, em 2015. Além disso, a frase escrita fazia alusão ao que alguns jogadores fizeram no começo do século 20, deixando o clube pelo adversário também. Já o ‘Cosme’ mencionado no protesto, é Cosme Damião, fundador do Benfica: “Em 1907, oito foram para lá e não voltaram. Hoje, sem orgulho, Judas voltou… Cosme, vês no que isto se tornou?” estava escrito em uma delas.


Jorge Jesus, havia sido treinador do Benfica entre 2009 e 2015. Agora, com seu retorno, Mister deve ser apresentado oficialmente ainda nesta semana. O fato dele ser torcedor do rival Sporting, clube no qual ele atuou como jogador antes de ser treinador, e seu pai, Virgolino de Jesus, ser um dos maiores ídolos, causa revolta nos torcedores ‘benficanos’.

No Flamengo, Jorge Jesus deixou seu nome marcado na história. Com mais títulos do que derrotas, o treinador elevou o patamar do Mais Querido ao conquistar, em 2019, o Campeonato Brasileiro e a Libertadores da América em menos de 24 horas. Além disso, o Rubro-Negro conquistou outros três troféus sob o comando do português: Supercopa do Brasil, Recopa Sul-Americana e Campeonato Carioca.

Comentário do usuário
Você pode gostar