Flamengo se acerta com sétima família vítima do incêndio do Ninho do Urubu

Mari... 28/07/2020 Relatar Quero comentar

Rio - O Flamengo fechou acordo, nesta segunda-feira, para indenizar mais uma família vítima do incêndio no Ninho do Urubu, que matou 10 jogadores da base do clube. O Rubro-Negro se acertou com a família do lateral-direito Samuel Thomas Rosa, que foi representado pela Defensoria Pública.

Esse é o sétimo negócio fechado entre o Rubro-Negro e as famílias. Agora restam outras três famílias para selar acordos.  

Samuel Thomas Rosa tinha 15 anos - Reprodução

Rio - O Flamengo fechou acordo, nesta segunda-feira, para indenizar mais uma família vítima do incêndio no Ninho do Urubu, que matou 10 jogadores da base do clube. O Rubro-Negro se acertou com a família do lateral-direito Samuel Thomas Rosa, que foi representado pela Defensoria Pública.

Esse é o sétimo negócio fechado entre o Rubro-Negro e as famílias. Agora restam outras três famílias para selar acordos.  

Rodrigo Dunshee confirmou o acordo no Twitter e revelou que foi pedido "máxima descrição" sobre o caso.

"É verdade. Fechamos com mais uma família. Contudo, nos foi pedida máxima discrição. Portanto, em respeito à família não passarei maiores informações. Nosso compromisso é trabalhar com respeito máximo e a seriedade que esse assunto demanda.", escreveu.

Além dele Samuel, o Flamengo também se acertou, neste mês, com os familiares do zagueiro Jorge Eduardo. 

O clube já se acertou com os familiares Athila, Bernardo Pisetta, Gedinho, Vitor Isaías e apenas com o pai de Rykelmo. A mãe de Rykelmo, Rosana de Souza Melo, foi a única que entrou na Justiça contra o Flamengo e pede um valor de R$ 6,9 milhões. 

Galeria de Fotos

 

CT do Ninho do UrubuALEXANDRE VIDAL / FLAMENGO

Samuel Thomas Rosa tinha 15 anosREPRODUÇÃO

Comentário do usuário
Você pode gostar