Ex-presidente do Corinthians diz que modelo de negócio do estádio do Palmeiras foi melhor que o da Arena

Gusta1988 19/05/2020 Relatar Quero comentar

“Não dá para falar que (a Arena Corinthians) é um erro porque é um sonho de qualquer clube ter uma arena. Pode ser que o erro…Eu não gosto de falar isso porque não participei da forma que foi desenhada a parte financeira. Eu lembro muito bem que todo mundo criticava a forma que o  negociou a arena dele por 30 anos com a WTorre. E o  continua com a bilheteria, paga um aluguel para usar o campo, mas a receita do estádio é 100% do clube”, disse Roberto de Andrade durante entrevista ao programa ‘Expediente Futebol’, do Fox Sports.

“E nós fizemos de uma forma diferente. Só que olhando hoje, a gente vê que a forma que o  fez foi melhor que a nossa porque a gente não consegue viabilizar. Nós vamos pagar o estádio? Vamos pagar o estádio. Talvez não no mesmo prazo, talvez até igual ao , em 30 anos ou perto disso. Nós fizemos em 15 anos, começamos a pagar em 2015, então faltam dez. Desses dez, estamos aguardando uma conversa com a Caixa para podermos renegociar o valor mensal e fatalmente vamos esticar o prazo. Não sei se para 15, 20…se não for 30, vai ficar muito perto disso. Podemos dizer que existiam maneiras melhores, mas não podemos nos queixar por isso, já foi”, acrescentou o ex-presidente corintiano.

Em recente entrevista ao programa ‘Jogo Aberto’, da Band, o atual presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, foi questionado sobre o valor da dívida do clube pela Arena, e explicou. “

Comentário do usuário