PREÇO ABUSIVO DE MÁSCARAS E DE ÁLCOOL EM GEL : CELSO RUSSOMANNO FAZ BLITZ EM FARMÁCIAS DE SÃO PAULO.

A Notícia 23/03/2020 Relatar Quero comentar

Celso Russomanno juntamente ao Procon - SP fazem blitz pelas farmácias de São Paulo que estão cobrando um valor abusivo por álcool em gel e máscaras devido o aumento da procura por conta do coronavírus. O Patrulha do Consumidor recebeu diversas denúncias sobre preços totalmente abusivos, e fomos até lá conferir. Veja o que aconteceu!

Vale ressaltar que isso vale para todo o pais
Art. 66. Fazer afirmação falsa ou enganosa, ou omitir informação relevante sobre a natureza, característica, qualidade, quantidade, segurança, desempenho, durabilidade, preço ou garantia de produtos ou serviços: Pena - Detenção de três meses a um ano e multa.

Você deve procurar a policias em seguida ligar para o procon

As justificativas mais comuns dadas por estabelecimento, geralmente, consideram gastos maiores com a aquisição do produto. Entretanto, vale lembrar que o aumento deve ser proporcional às despesas, logo, o preço final não pode ultrapassar o valor necessário garantir o funcionamento do local.

“O consumidor também tem a opção de procurar pessoalmente o serviço do Procon na nossa cidade. Aqui também são registradas as queixas nesse sentido”, orienta a diretora do Procon de Santo André, Doroti Gomes Cavalini. O órgão fica na rua Arnaldo, 49, na Vila Bastos. É necessário que o consumidor seja morador da cidade. Para situações de primeiro atendimento, o horário é de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h, com distribuição de senhas.

Vale lembrar que não existe agendamento prévio. O consumidor interessado deve trazer cópias do RG (Registro Geral) e do CPF (Cadastro de Pessoa Física), além do comprovante de residência no nome da pessoa e os documentos referentes à reclamação. Caso o titular da reclamação não possa comparecer deve fazer uma procuração simples para ser representado no atendimento.

“O consumidor também tem a opção de procurar pessoalmente o serviço do Procon na nossa cidade. Aqui também são registradas as queixas nesse sentido”, orienta a diretora do Procon de Santo André, Doroti Gomes Cavalini. O órgão fica na rua Arnaldo, 49, na Vila Bastos. É necessário que o consumidor seja morador da cidade. Para situações de primeiro atendimento, o horário é de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h, com distribuição de senhas. Vale lembrar que não existe agendamento prévio. O consumidor interessado deve trazer cópias do RG (Registro Geral) e do CPF (Cadastro de Pessoa Física), além do comprovante de residência no nome da pessoa e os documentos referentes à reclamação. Caso o titular da reclamação não possa comparecer deve fazer uma procuração simples para ser representado no atendimento.

“O consumidor também tem a opção de procurar pessoalmente o serviço do Procon na nossa cidade. Aqui também são registradas as queixas nesse sentido”, orienta a diretora do Procon de Santo André, Doroti Gomes Cavalini. O órgão fica na rua Arnaldo, 49, na Vila Bastos. É necessário que o consumidor seja morador da cidade.

Para situações de primeiro atendimento, o horário é de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h, com distribuição de senhas. Vale lembrar que não existe agendamento prévio. O consumidor interessado deve trazer cópias do RG (Registro Geral) e do CPF (Cadastro de Pessoa Física), além do comprovante de residência no nome da pessoa e os documentos referentes à reclamação. Caso o titular da reclamação não possa comparecer deve fazer uma procuração simples para ser representado no atendimento.

Vale ressaltar que isso vale para todo o pais

Comentário do usuário
Você pode gostar